sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O MARACA É NOSSO!


Vamos juntos gritar alto neste sábado, dia 1º de dezembro, a partir das 9h30 na praça Saens Peña: O MARACA É NOSSO!

Arte: Andre Mantelli (facebook.com/mantelli)
 

Fonte: 


Você sabia que o governo do estado tá querendo vender o Maracanã pro Eike Batista em uma das transações mais criminosas da história? É um escândalo: desde 1999, foi investido cerca de R
$ 1,5 BILHÃO de nosso dinheiro no Maraca. O projeto que querem aprovar foi feito pela empresa do próprio Eike Batista e prevê que, ao fim de 35 anos, o empresário não pague de volta nem 20% disso! Não daria nem pra pagar os juros dos financiamentos feitos para as reformas. Em compensação, o sr. Eike espera ter um lucro de cerca R$ 3 BILHÕES!

Mas não é só isso: o projeto ainda prevê as DEMOLIÇÕES do Estádio de Atletismo Célio de Barros, do Parque Aquático Júlio Delamare, da Escola Municipal Friedenreich e do prédio histórico do antigo Museu do Índio. No lugar, Eike Batista quer construir estacionamentos e shopping centers! Atletas olímpicos e paraolímpicos ainda não sabem onde iriam treinar. Jovens, crianças, idosos e deficientes físicos atendidos por projetos sociais ficariam a ver navios. Os indígenas, antropólogos, historiadores e arquitetos que defendem o Museu do Índio também. E os alunos, pais e professores perderiam uma das dez melhores escolas públicas de ensino fundamental do país. Ou seja: em lugar de equipamentos de uso esportivo, social e cultural, espaços para que o multibilionário amigo do governador ganhe mais dinheiro!

Mas o Maraca não é shopping e a gente não é bobo! Vamos pra rua mostrar o Maraca que queremos: um parque PÚBLICO que sirva ao esporte, à saúde, ao lazer, à cultura e à educação da população, e não a interesses de grupos empresariais.

NÃO ACEITAMOS A DEMOLIÇÃO do Julio Delamare, do Celio de Barros, da Escola Municipal Friedenreich e do prédio do Museu do Índio. Queremos um estádio com SETORES POPULARES e ingressos a preços acessíveis para todos após a Copa.

SÁBADO, DIA 1º DE MANHÃ – DA PRAÇA SAENS PEÑA AO MARACA


Pessoas Honestas


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Seriado Perception



O seriado Perception, brinca com os vários significados contextualizado da palavra Loucura. Vale apena assistir.
Professora Rose Marie

domingo, 18 de novembro de 2012

Poesia: INSTANTE PARADO NO AR



INSTANTE PARADO NO AR

Não tenho flores para dar
Nem amores...
Há em mim muitas dores
Que o vento não cura
O sol vive se pondo diante de meus olhos

Dor da dor que não sinto
A dor que sei que dói na Faixa de Gaza.
Dos civis em Israel e na Palestina
Das famílias que em espanto
Velam seus mortos em São Paulo e Santa Catarina

Há tantas palavras em mim
Há desejo de sorriso
Mas as lagrimas caem.
Há suor e calafrios...

Não tenho flores,
Todas do mundo é pouco para cobrir os túmulos...
Será que há?

É pouco o momento parado no ar do silêncio...
É necessário compaixão
É vital que vida pulse no ar
Na água
E nos corações que choram
Que amargam a saudade descabida


Rose Marie Mendes de Lima

No Brasil pode....


sábado, 17 de novembro de 2012

Dia da Criatividade

http://reciclaedecora.com/reciclar/garrafas-pet-recicladas/
http://bmulticoisas.blogspot.com.br/p/artesanato-e-reciclagem.html
http://www.sabertudo.net/a-importancia-da-criatividade-no-ser-humano-informacoes.html
http://do-ladodeca.blogspot.com.br/2012/03/sorryinspiracao-criatividade-artesanato.html
http://www.studiomangarosa.com.br/blog/2012/05/criativas-estantes-para-livros/

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Brasil

 

 "Não me convidaram
Pra esta festa pobre
Que os homens armaram

Pra me convencer
A pagar sem ver
Toda essa droga
Que já vem malhada
Antes de eu nascer...

Não me ofereceram
Nem um cigarro
Fiquei na porta
Estacionando os carros
Não me elegeram
Chefe de nada
O meu cartão de crédito
É uma navalha...

Brasil!
Mostra tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim...

Não me convidaram
Pra essa festa pobre
Que os homens armaram
Pra me convencer
A pagar sem ver
Toda essa droga
Que já vem malhada
Antes de eu nascer...

Não me sortearam
A garota do Fantástico
Não me subornaram
Será que é o meu fim?
Ver TV a cores
Na taba de um índio
Programada
Prá só dizer "sim, sim"

Brasil!
Mostra a tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim...

Grande pátria
Desimportante
Em nenhum instante
Eu vou te trair
Não, não vou te trair...

Brasil!
Mostra a tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil!
Qual é o teu negócio?
O nome do teu sócio?
Confia em mim...(2x)

Confia em mim
Brasil!!"
Cazuza

 

 

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Barack Obama é o cara!


Cinema brasileiro: Nosso Lar




Nosso Lar é um filme de longa metragem brasileiro, dirigido e roteirizado por Wagner de Assis, baseado na obra homônima escrita através de psicografia pelo médium Chico Xavier, sob a influência do espírito André Luiz.

Sinopse

Ao despertar no Mundo Espiritual, André Luiz se depara com criaturas assustadoras e sombrias vivendo, juntamente com ele, neste lugar escuro e sombrio. Além disso, ele também se assusta por perceber que apesar de ter "morrido" ele ainda continua vivo e ainda sente fome, sede, frio e outras sensações materiais. Após um longo período de sofrimento ele é recolhido dessa zona de sofrimento e purgação de falhas do passado por espíritos do bem e é levado para a Colônia Espiritual Nosso Lar, de onde surge o nome do filme. A partir desse momento ele começa a conhecer melhor a vida no além-túmulo e a aprender lições e adquirir conhecimentos que mudarão completamente o seu modo de enxergar a vida.

Tendo então tomado consciência de que está desencarnado (morto), sente imensa vontade de voltar à Terra para visitar e rever parentes próximos de quem guarda imensa saudade. Entretanto, como narra a sinopse do site oficial do filme, isso acontece só para que ele perceba "a grande verdade - a vida continua para todos".

Texto compilado do: